• Évora tem sido um importante centro de culto mariano desde a Idade Média, com a dedicação do altar-mor da Catedral a Nossa Senhora da Assunção como ponto central. Foi também um importante centro musical e a antífona Recordare, Virgo Mater é uma das obras musicais associada à festa mariana conhecida como o Milagre da Cera. Um dos mestres de capela da Catedral no século XVII, Diogo Dias Melgaz, escreveu um motete policoral utilizando o texto, a primeira obra sobre o mesmo, seguida por outras obras escritas no século XVIII sobre este texto. O presente estudo examina as obras com o texto Recordare, Virgo Mater e os seus possíveis contextos litúrgico-musicais. Alguns deles apontam para o offertorium da Missa de Nossa Senhora das Dores e outros para a celebração de Vésperas e da Litania. A associação das obras musicais com as festas litúrgicas parece firmemente estabelecida, surgindo assim uma forte relação de identidade entre a música produzida na Catedral de Évora e as celebrações particulares da cidade.