About

Associate Professor at the Faculty of Pharmacy of the University of Lisbon, where he is responsible for the course of History of Pharmacy and Therapeutics. Graduated (1981) and PhD (1991) in Pharmacy from the University of Lisbon, he focused his research on the History of Health Sciences. He is an integrated member of the research group “Ciência: Estudos em História e Filosofia da Cultura Científica (CEHFCi)” of Institute of Contemporary History (IHC). His current research interests are the contemporary history of the biomedical sciences in Portugal, the scientific and social aspects of the history of medicine (17th and 18th centuries) and the history of medicine and pharmacy in the expansion and Portuguese colonization (16th to 18th centuries). He was Pro-Reitor of the University of Lisbon (05 / 2006-05 / 2009 and 09 / 2010-12 / 2011). Deputy Director of the Faculty of Pharmacy (11 / 2009-08 / 2010). From 2006 to 2011, he chaired the Executive Committee of the Centennial Commemorations of the University of Lisbon. He was President of the Directive Board of Museu Nacional de História Natural e da Ciência / Museums of the University of Lisbon (06/2012-02/2014) and its Director from (02/2014-05/2019).

Education

Postdoc: University College London Wellcome Unit of the History of Medicine: London, GB

1995-10-25 to 1996-04-25 | Postdoctoral studie

Ph.D.: Universidade de Lisboa: Lisboa, PT

1991-11-01 | Ph.D. (Faculdade de Farmácia)

Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica: Universidade de Lisboa Faculdade de Farmácia: Lisboa, PT

1987-02-26 | Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica

Graduate degree in Pharmaceutics: Universidade de Lisboa Faculdade de Farmácia: Lisboa, PT

1981 | Graduate degree in Pharmaceutics (Licenciatura em Farmácia)

Other Publications

Dias, J. P. S. (1986a). A Água de Inglaterra” no Portugal das Luzes. Contributo para o estudo do papel do segredo na Terapêutica do Século XVIII [Trabalho de síntese apresentado para Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica]. Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.
Dias, J. P. S. (1986b). The Advertising of Secret Remedies in a Lisbon Periodical between 1715 and 1762. Libro de Actas. Congresso Internacional de Historia de La Farmacia, 171–176.

Dias, J. P. S. (1987). João Vigier e a Introdução da Química Farmacêutica em Portugal. Farmácia Portuguesa, 43, 31–35.

Dias, J. P. S. (1988a). Boticários, Químicos e Segredistas. Introdução à História da Farmácia em Portugal (Séculos XVII-XVIII). CTS. Revista de Ciência, Tecnologia e Sociedade, 4, 4–12.

Dias, J. P. S. (1988b). Guia Bibliográfico para a História da Farmácia em Portugal nos Séculos XVII e XVIII. Farmácia Portuguesa, 49, 35–41.

Dias, J. P. S. (1988c). Instituições dedicadas ao ensino da farmácia em Portugal. Uma perspectiva histórica. Farmácia Portuguesa, 53, 8–12.

Dias, J. P. S. (1988d). Secret Medicines and Pharmaceutical Chemistry in Portugal in the 17th and 18th Centuries. In W. R. Shea (Ed.), Revolutions in Science: Their Meaning and Relevance (pp. 221–238). Science History Publications.

Dias, J. P. S. (1988e). Um Grupo Sócio-Profissional Setecentista de Grande Importância na Economia do Medicamento: os Droguistas. Farmácia Portuguesa, 54, 31–35.

Dias, J. P. S. (1989). Cartas de Exame de Boticários na Chancelaria de D. Pedro II (1683-1706). Memória. Revista Anual Do Arquivo Nacional Da Torre Do Tombo, 1, 249–264.

Dias, J. P. S. (1991a). Biografias de farmacêuticos. Contributo para uma bibliografia. Farmácia Portuguesa, 67, 33–37.

Dias, J. P. S. (1991b). Inovação Técnica e Sociedade na Farmácia da Lisboa Setecentista [Tese de Doutoramento]. Universidade de Lisboa.

Dias, J. P. S. (1992a). Documentos de interesse histórico na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. Revista Portuguesa de Farmácia, 41(3), 43–51.

Dias, J. P. S. (1992b). Equívocos sobre Ciência Moderna nas Academias Médico-Cirúrgicas Portuenses. Medicamento, História e Sociedade, 1, 2–9.

Dias, J. P. S. (1993a). A Farmácia e a Expansão portuguesa (Séculos XVII e XVIII). In V. M. Soares (Ed.), A Universidade e os Descobrimentos (pp. 209–227). Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses/Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Dias, J. P. S. (1993b). A formação da indústria farmacêutica em Portugal: os primeiros laboratórios (1890-1914). Revista Portuguesa de Farmácia, 43(4), 47–57.

Dias, J. P. S. (1994a). A Farmácia em Portugal. Uma introdução à sua História. 1338-1938. Associação Nacional das Farmácias/INAPA.

Dias, J. P. S. (1994b). Boticas e Farmácias. In F. Santana & E. Sucena (Eds.), Dicionário da História de Lisboa (pp. 182–186). Carlos Quintas & Associados.

Dias, J. P. S. (1994c). Contributo dos missionários para o conhecimento da Matéria Médica no Império português (Séculos XIV a XVIII). In Encontro de culturas: oito séculos de missionação portuguesa (pp. 444–447). Conferência Episcopal Portuguesa.

Dias, J. P. S. (1994d). Objectivos e linhas metodológicas do projecto IPECA: Índice da Protofarmacologia na Expansão e Colonização Portuguesa (Séculos XVI-XVIII). Medicamento, História e Sociedade, 4, 1–7.

Dias, J. P. S. (1995a). De Pombal ao Estado Novo: A Farmacopeia Portuguesa e a História (1772-1935). Medicamento, História e Sociedade, 6, 1–8.

Dias, J. P. S. (1995b). Documentos referentes à Botica da Casa Real no Arquivo Histórico do Ministério das Finanças. Medicamento, História e Sociedade, 5, 9–10.

Dias, J. P. S. (1995c). Índice de drogas medicinais angolanas em documentos dos séculos XVI a XVIII. Revista Portuguesa de Farmácia, 45(4), 174–184.

Dias, J. P. S. (1995d). Literatura técnica y Química Farmacéutica en el Portugal de la primera mitad del Siglo XVIII. In P. A. Pastrana (Ed.), Farmacia, Historia Natural y Química Intercontinentales (pp. 97–113). Universidad Autónoma Metropolitana.

Dias, J. P. S. (1996a). Bibliografia sobre a Farmácia e a Matéria médica na história da Expansão e da Colonização portuguesa (séculos XVI a XVIII). Mare Liberum. Revista de História Dos Mares, 11/12, 165–207.

Dias, J. P. S. (1996b). Médicos, doentes e medicamentos: a evolução de alguns valores éticos no processo fármaco-terapêutico. Medicamento, História e Sociedade, 10, 6–8.

Dias, J. P. S. (1997a). Conhecimento hidrológico e prática terapêutica nas termas do Portugal setecentista. Medicamento, História e Sociedade, 11, 1–12.

Dias, J. P. S. (1997b). Contributo para um dicionário das empresas da indústria farmacêutica portuguesa na primeira metade do Século XX. Medicamento, História e Sociedade, 12, 1–12.

Dias, J. P. S. (1997c). Some notes on the history of pharmacy in Portugal. Pharmacy in History, 39(1), 29–31.

Dias, J. P. S. (1998a). Terapéutica química y polifarmacia en Portugal. La contribución de João Curvo Semedo (1635-1719). In P. A. Pastrana (Ed.), Construyendo las Ciencias Químicas y Biológicas (pp. 67–88). Universidad Autónoma Metropolitana.

Dias, J. P. S. (1998b). Ver o futuro olhando o passado: a História na obra de A. C. Correia da Silva. In A. C. C. da Silva, Farmácia, História e Profissão. Colectânea de estudos e ensaios (pp. 1–9). Ordem dos Farmacêuticos.

Dias, J. P. S. (1999). O Odor e o Sabor da Farmacologia Galénica. In I. Guerreiro (Ed.), A epopeia das especiarias (pp. 90–103). Instituto de Investigação Científica Tropical/Edições INAPA.

Dias, J. P. S. (2003a). A Igreja e as Ciências da Saúde em Portugal nos Séculos XVI a XVIII. In C. P. Correia & J. P. S. Dias (Eds.), Assim na Terra como no Céu. Ciência, Religião e estruturação do Pensamento ocidental (pp. 300–345). Relógio d’Água. https://www.researchgate.net/publication/216538053_A_Igreja_e_as_Ciencias_da_Saude_em_Portugal_nos_Seculos_XVI_a_XVIII

Dias, J. P. S. (2003b). Da Cólera à Raiva. O materialismo e a introdução da investigação biomédica em Lisboa. In C. P. Correia & J. P. S. Dias (Eds.), Assim na Terra como no Céu. Ciência, Religião e estruturação do Pensamento ocidental (pp. 435–449). Relógio d’Água. https://www.researchgate.net/publication/216538054_Da_Colera_a_Raiva_O_materialismo_e_a_introducao_da_investigacao_biomedica_em_Lisboa

Dias, J. P. S. (2003c). Jacob de Castro Sarmento e a sua fuga para Londres em 1721. Cadernos de Estudos Sefarditas, 3, 187–194.

Dias, J. P. S. (2003d). Medicina e Religião na História (Antiguidade e Idade Média). In C. P. Correia & J. P. S. Dias (Eds.), Assim na Terra como no Céu. Ciência, Religião e estruturação do Pensamento ocidental (pp. 205–232). Relógio d’Água. https://www.researchgate.net/publication/216538052_Medicina_e_Religiao_na_Historia_Antiguidade_e_Idade_Media

Dias, J. P. S. (2005). Jacob de Castro Sarmento e a conversão à ciência moderna. In C. P. Correia (Ed.), Primeiro Encontro de História das Ciências Naturais e da Saúde (pp. 55–80). Shaker Verlag / Instituto Rocha Cabral. https://www.researchgate.net/publication/216538051_Jacob_de_Castro_Sarmento_e_a_conversao_a_ciencia_moderna

Dias, J. P. S. (2006). A ligação entre o Hospital Escolar e o Instituto Rocha Cabral na investigação sobre tuberculose. In Estudos sobre a Ciência em homenagem a Ruy E. Pinto (Vol. 3, pp. 129–145). Shaker Verlag/Instituto Rocha Cabral.

Dias, J. P. S. (2007a). Droguistas, boticários e segredistas. Ciência e Sociedade na Produção de Medicamentos na Lisboa de Setecentos. Fundação Calouste Gulbenkian/Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Dias, J. P. S. (2007b). Homens e Medicamentos no Renascimento. In C. P. Correia (Ed.), Histórias da Ciência (pp. 41–64). Quasi Edições. https://www.researchgate.net/publication/216538048_Homens_e_Medicamentos_no_Renascimento

Dias, J. P. S. (2009). Documentos sobre duas boticas da Companhia de Jesus em Lisboa: Colégio de Santo Antão e Casa Professa de S. Roque. Economia e Sociologia, 88/89, 295–312.

Dias, J. P. S. (2010). Até que as Luzes os separem: Hipócrates e Galeno na literatura médico-farmacêutica portuguesa dos séculos XVII e XVIII. In V. Anastácio & I. de O. e Castro (Eds.), Revisitar os Saberes. Referências Clássicas na Cultura Portuguesa do Renascimento à Época Moderna (pp. 77–88). Centro de Estudos Clássicos-FLUL e IELT-Universidade Nova de Lisboa. https://www.researchgate.net/publication/216538044_Ate_que_as_Luzes_os_separem_Hipocrates_e_Galeno_na_literatura_medico-farmaceutica_portuguesa_dos_seculos_XVII_e_XVIII

Dias, J. P. S. (2011a). O Instituto Bacteriológico: espaço, instrumentos e memória da medicina laboratorial. In Marta C. Lourenço & M. J. Neto (Eds.), Património da Universidade de Lisboa. Ciência e Arte (pp. 137–154). Tinta-da-China. https://www.researchgate.net/publication/216475610_O_Instituto_Bacteriologico_espaco_instrumentos_e_memoria_da_medicina_laboratorial

Dias, J. P. S. (2011b). Raúl de Carvalho (1888-1980): o primeiro doutorado pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. Letras Com Vida, 3, 104–107.

Dias, J. P. S. (2012). A Água de Inglaterra. Paludismo e Terapêutica em Portugal no século XVIII. Caleidoscópio.

Dias, J. P. S. (2013a). A vida para além do Estado: Financiamento privado da investigação biomédica em Portugal (1926-1936)”. In A. J. S. Fitas, A Junta de Educação Nacional e a investigação científica em Portugal no período entre guerras (pp. 113–135). Caleidoscópio. https://www.researchgate.net/publication/338581121_A_vida_para_alem_do_Estado_financiamento_privado_da_investigacao_biomedica_em_Portugal_1926-1936

Dias, J. P. S. (2013b). Medicina, ciência e laboratório. In S. C. Matos & J. Ramos do Ó, A Universidade de Lisboa nos Séculos XIX e XX (Vol. 2, pp. 651–717). Tinta da China. https://www.researchgate.net/publication/338580781_Medicina_ciencia_e_laboratorio_A_investigacao_biomedica_basica_em_Lisboa_1880-1950

Dias, J. P. S. (2013c). “Meninas prendadas” e “Fêmeas ambiciosas”: Portugal, Cajal e o papel da mulher na investigação biológica na primeira metade do século XX. In M. C. Pimentel & P. F. Alberto, Vir bonus peritissimus aeque. Estudos de homenagem a Arnaldo do Espírito Santo. (pp. 989–1008). Centro de Estudos Clássicos. https://www.researchgate.net/publication/338581781_’Meninas_prendadas’_e_’Femeas_ambiciosas’_Portugal_Cajal_e_o_papel_da_mulher_na_investigacao_biologica_na_primeira_metade_do_seculo_XX

Dias, J. P. S. (2013d). O ensino de farmácia em Lisboa (1834­-1934). In S. C. Matos & J. Ramos do Ó, A Universidade de Lisboa nos Séculos XIX e XX (Vol. 2, pp. 729–777). Tinta da China. https://www.researchgate.net/publication/338580810_O_ensino_de_farmacia_em_Lisboa_1834–1934

Dias, J. P. S. (2015). A raiz-e-joão-lopes-pinheiro e a sua introdução na terapêutica europeia do século XVII. In F. C. Domingues, J. S. Horta, & P. D. Vicente, D’Aquém, d’Além e d’Ultramar. Estudos de Homenagem a António Dias Farinha (Vol. 1). Centro de História da Universidade de Lisboa.

Dias, J. P. S. (2017). Que fazer com o património e as coleções científicas coloniais depois do fim do império? Museologia & Interdisciplinaridade, 6(11), 95–107. https://doi.org/10.26512/museologia.v6i11.17743
Cavaco, A. M., Dias, J. P. S., & Bates, I. P. (2005). Consumers’ perceptions of community pharmacy in Portugal: a qualitative exploratory study. Pharmacy World and Science, 27(1), 54–60. https://doi.org/10.1007/s11096-004-2129-z
Dias, J. P. S., & Barros, C. (1993). Automedicação: Conceitos básicos na legislação portuguesa. Medicamento, História e Sociedade, 3, 6–9.

Dias, J. P. S., & Pita, J. R. (1994a). A botica de S. Vicente e a Farmácia nos mosteiros e conventos da Lisboa setecentista. In M. P. Basso & J. M. Neto (Eds.), A Botica de São Vicente de Fora (pp. 19–25). Associação Nacional das Farmácias.

Dias, J. P. S., & Pita, J. R. (1994b). L’influence de la pharmacie et de la chimie française au Portugal au XVIIIème Siècle: Nicolas Lémery. Revue d’Histoire de La Pharmacie, 41(300), 84–90. https://doi.org/10.3406/pharm.1994.3826

Duarte, A. G., & Dias, J. P. S. (2001). “A segurança da innocencia do papel”: a desinfecção da correspondência em Portugal (1637-1897). Actas Do 1.o Congresso Luso-Brasileiro de História Da Ciência e Da Técnica, 429–440. http://hdl.handle.net/10451/21852

Lourenço, M. C., & Sousa Dias, J. P. (2016). Ciência, Tecnologia e Inovação. In M. C. Lourenço, A Universidade de Lisboa. Museus, Coleções e Património (pp. 73–119). Imprensa da Universidade de Lisboa.

Lourenço, Marta C., & Dias, J. P. S. (2017). “Time Capsules” of Science: Museums, Collections, and Scientific Heritage in Portugal. Isis, 108(2), 390–398. https://doi.org/10.1086/692690

Salgueiro, Â., Nunes, M. de F., Albuquerque, S., & Dias, J. P. S. (2018). History, Science and Nature boundless frontiers… Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, 7(1), 9–14. https://doi.org/10.21664/2238-8869.2018v7i1.p09-14

Memberships

Grupo de Ciência: Estudos de História, Filosofia e Cultura Científica (CEHFCi-UÉ) do Instituto de História Contemporânea (https://ihc.fcsh.unl.pt/grupos-de-investigacao/ciencia/).

José Pedro Sousa Dias

Profile picture of José Pedro Sousa Dias

@jpsdias

active 1 day, 2 hours ago