• As veias abertas da América Latina: um ensaio sobre 'Araya'

    Author(s):
    Natalia Christofoletti Barrenha (see profile)
    Date:
    2014
    Group(s):
    Red de Investigación Mujeres en el Cine Latinoamericano
    Subject(s):
    Documentary, Film, Latin American cinema, Venezuela
    Item Type:
    Article
    Tag(s):
    Margot Benacerraf, Pioneer women filmmakers Venezuela
    Permanent URL:
    http://dx.doi.org/10.17613/znr0-0k78
    Abstract:
    O desejo de revelar as realidades conflitivas de seus países estimulou os cineastas latino-americanos a explorarem o potencial político do cinema e, especialmente, do documentário, a partir de 1950. Em um contexto de aceleradas mudanças, sob a égide do desenvolvimentismo, diversos diretores voltaram seus olhares a territórios marginalizados do continente. Questionaram também os reais benefícios que a modernização traria ao histórico de exploração vivido pela América Latina. "Araya" (Margot Benacerraf, 1959, Venezuela) aborda essa questão ao acompanhar 24 horas de uma comunidade que vive da pesca e da produção artesanal de sal na península de Araya. Pretendemos analisar como Margot Benacerraf aproxima-se desse universo e como se posiciona com relação às bruscas modificações que Araya está por viver. Estabelece, ainda, conexões com outros documentários da região que propunham uma abordagem semelhante.
    Notes:
    Available at http://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/83574
    Metadata:
    Published as:
    Journal article    
    Status:
    Published
    Last Updated:
    7 months ago
    License:
    All Rights Reserved
    Share this:

    Downloads

    Item Name:pdf as-veias-abertas-da-américa-latina-araya.pdf
     Download View in browser
    Activity: Downloads: 8