• O convento de Nossa Senhora dos Remédios durante o século XVII: A sua integração na paisagem sonora de Évora

    Author(s):
    Luís Henriques (see profile)
    Date:
    2017
    Group(s):
    Music in Évora studies
    Subject(s):
    Musicology
    Item Type:
    Abstract
    Tag(s):
    17th Century, Plainchant, Soundscapes, Évora, Discalced Carmelites
    Permanent URL:
    http://dx.doi.org/10.17613/M69B6N
    Abstract:
    O convento de Nossa Senhora dos Remédios de Évora, de Carmelitas Descalços, situa-se imediatamente a seguir à muralha fernandina, em frente da Porta de Alconchel. Devido à sua localização, este convento esteve no centro da acção durante o cerco de Évora pelas tropas de D. João de Áustria em 1663. Todavia, o convento manteve uma actividade regular durante todo o século XVII. No que à música diz respeito, encontram-se várias figuras ligadas a esta instituição, nomeadamente Simão dos Anjos de Gouveia, que nele viveu durante as primeiras décadas do século XVII, e o mestre de capela da Sé de Évora, Diogo Dias Melgaz, que nele foi sepultado no ano de 1700. A proximidade com o convento de Santa Clara traria certamente um tipo de ambiente sonoro às proximidades da Porta de Alconchel e à actual Rua Serpa Pinto através do canto dos vários ofícios diários, com uma possível participação de instrumentos, criando impacto em quem se deslocasse nas suas imediações. Com base na informação documental do fundo do convento, nos relatos dos cronistas eborenses, assim como nas práticas litúrgico-musicais dos Carmelitas Descalços, este estudo propõe uma visão contextual da actividade musical no Convento de Nossa Senhora dos Remédios e o seu enquadramento no espaço sonoro de Évora.
    Metadata:
    Status:
    Published
    Last Updated:
    2 months ago
    License:
    All Rights Reserved

    Downloads

    Item Name: pdf carmelitas_mundo_luso_hispanico.pdf
      Download View in browser
    Activity: Downloads: 28